Literando Vivamus  - santos.mauro@yahoo.com.br
Em cada canto um conto em cada conto um encanto da poesia o seu manto.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O BÊBADO, O JORNAL E O PADRE

HUMOR LIVRE

Num ônibus, um padre senta-se ao lado de um bêbado que, com dificuldade, lê o jornal.
De repente, com a voz 'empastada', o bêbado pergunta ao padre:
- O senhor sabe o que é artrite?
O pároco logo pensa em aproveitar a oportunidade para passar um sermão no bêbado e responde:
- É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras: excesso de consumo de álcool, certamente mulheres perdidas, promiscuidade, sexo, farras e outras coisas que nem ouso dizer...
O bêbado arregalou os olhos, calou-se e continuou lendo o jornal.
Pouco depois o padre, achando que tinha sido muito duro com o bêbado, tenta amenizar:
- Há quanto tempo o senhor está com artrite?

- Eu?... Eu não tenho artrite!... Diz o jornal que quem tem é o Papa!
<()><()>

 O bêbado desce do ônibus...

Um padre já muito rodado em anos, por ter brigado com o coronel prefeito, foi designado a um pequenina e longínqua paróquia. Lá chegando, cansado da viagem e sofrendo horrível calor, usando a sua batina preta, vê um homem naquela solidão do lugarejo. 
Ao se aproximar do sujeito, quase fica bêbado com o bafo de cachaça que a criatura exalava. Sem outra maneira, apelou para o bêbado mesmo...
- Meu filho, estou chegando agora para assumir a paróquia, e não sei onde fica a Igreja, mas se você filho me dizer onde fica, lhe ensinarei o caminho dos céus...
- Tá de brincadeira comigo né cura... como vai me ensinar o caminho do céu, se nem a igreja consegue achar...??

 
 
 

 
Mauro Martins Santos
Enviado por Mauro Martins Santos em 22/02/2018
Alterado em 31/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários